Husky Siberiano

Estes cães, ou seus ancestrais, são conhecidos na Sibéria há milhares de anos, em uma região específica a leste dos Montes Urais, inicialmente utilizados como cães multifuncionais foram especialmente selecionados ao longo de centenas de anos pelos Chukchi, um povo que vive na região, para puxar trenós em condições de frio extremo.

Em 1867, quando a Rússia ainda dominava o Alasca, estes cães migraram da Sibéria asiática rumo ao Alasca, e começaram a se popularizar pelo mundo. Um fato histórico contribuiu para a popularização mundial da raça quando uma matilha de huskys e similares ajudaram a salvar a população de Nome, uma aldeia na área americana do Alasca, levando medicamentos e suprimentos aos habitantes isolados por uma tempestade, quando nenhum outro meio de transporte poderia fazê-lo. Por este feito, dois exemplares em particular tornaram-se muito famosos, o cão chamado Balto, que estava como líder do trenó no momento da chegada em Nome, e o cão Togo, que liderou, com 12 anos de idade, o trenó pelo trecho mais perigoso, por estes feitos ocupando lugares na cultura desde então, recebendo monumentos em homenagem, tendo seus corpos empalhados após suas mortes e exibidos em museu, e sendo representados inclusive também em filmes.


Saúde

Umas das características mais marcantes dessa raça são os olhos. Comumente possuem olhos castanhos ou azuis e é muito comum Huskys com heterocromia (um olho de cada cor). No entanto, os belos olhos dos Huskys estão propensos a desenvolverem algumas doenças. As principais são: cataratas bilaterais, glaucoma, opacidade da córnea e atrofia progressiva da retina. Claro que não é uma regra que o seu Husky Siberiano vá desenvolver qualquer uma dessas doenças, mas elas podem ser graves e levar à perda completa da visão, por isso a qualquer sinal de desconforto que o animal apresente, ele deve ser levado ao médico veterinário para uma avaliação completa. Problemas de pele também podem ser comuns nessa raça. Pela vasta quantidade de pelos, às vezes fica difícil de identificá-las por isso deve-se ficar atento a qualquer vermelhidão, erupções, sinais de coceira ou infecções que possam aparecer. A displasia coxofemoral (espécie de encaixe errado do quadril) é uma doença hereditária e vista em muitas raças de cachorros especialmente no Husky Siberiano. Cães com essa doença devem evitar esforço físico grande, pisos escorregadios e devem ser tratados o quanto antes.


Temperamento

O husky siberiano segundo seu caráter é amistoso e terno. O husky não pode-se utilizar como um cão de caça ou cão de guarda. Por causa das particularidades de seu psiquismo os husky não manifestam a agressão com respeito à gente ou outros animais. Além disso, o cão mostra amiúde a independência, o que é uma falta para os cães de guarda. O intento a ensinar os husky siberianos de comportamento agressivo pode levar aos problemas psíquicos de cão. Isso pode ser perigoso para o proprietário porque o husky siberiano é um cão grande e forte. O cão é inteligente, mas pode ser obstinado por causa de sua independência, impulsividade e falta de atenção. Para conseguir a obediência é preciso começar os treinamentos na idade do início.


Cuidados

Exercício, exercício e exercício. Seu Husky vai precisar de pelo menos 60 minutos de exercício todos os dias! Caminhadas, jogos e brincadeiras precisam fazer parte da rotina para que o cão não fique entediado e ansioso. Desde que seja em períodos não muito quentes do dia. Por isso, também, que Huskys Siberianos não se dão muito bem em ambientes pequenos e apartamentos, eles precisam de um mínimo de espaço para se exercitar. A alimentação deve ser balanceada e de alta qualidade! Como gastam muita energia, é importante alimentar seu cachorro corretamente para que não falte nenhum nutriente em sua dieta. E muito importante: comece cedo os treinamentos! Essa raça pode dar trabalho e quanto antes você começar a ensinar o que é certo e o que é errado, mais tranquilo e equilibrado será o convívio com o seu Husky Siberiano.


Curiosidade

A pelagem do Husky aguenta temperaturas baixíssimas, podendo chegar até -30º. - O uivo de um Husky Siberiano pode ser ouvido a uma distância de 16km.




Ops, o filtro selecionado não encontrou nenhum produto  :/

Tente novamente, com outra opção de filtro e encontre o produto desejado!